quinta-feira, fevereiro 05, 2009

O Peter of Pan opina: como devia ser o casamento!!!!!

Aqui há um par de semanas, o cardeal patriarca de Lisboa, D. José Policarpo, aconselhou a que as mulheres portuguesas não casassem com muçulmanos, pois, e cito, "casar com muçulmanos pode ser um monte de sarilhos".

Não comentei isto antes por duas razões:
Uma, porque andei este tempo todo preocupado em redigir a minha tese de pós-doutoramento, a apresentar à Universidade de Oxford no próximo mês de Maio, votado ao tema Constitui o facto de a Rita Pereira não mostrar as mamas no horário prime-time um flagelo ético? (atenção, este ensaio vai estilhaçar todas as fundações da ética ocidental)
Duas, porque não me apeteceu.

Mas agora já tenho a cabeça livre das mamas da Rita Pereira e já me apetece, portanto vou opinar sobre a coisa. E a minha opinião é que o cardeal está apenas meio-certo. Ele fez muito bem em sugerir às mulheres para não casarem com muçulmanos, porém isto assim é muito pouco. Típico de um teólogo... habituado que está a ler a Bíblia 5 vezes por semestre, não consegue ir à profundidade quando se trata de questões sociais. E foi esse o erro de Policarpo: não foi suficientemente longe. Porque o que ele deveria ter aconselhado era: "Mulheres: casar com homens pode ser um monte de sarilhos! Homens: casar com mulheres pode ser um monte de sarilhos!". Era nesta ferida que o beato deveria ter tocado.

Sim, a opinião é polémica, e eu próprio só tomei consciência dela ontem à noite, em virtude do terceiro golo do Sporting ontem frente ao Porto [um aparte: aquele passe do Vukcevic deveria estar no museu do Louvre, caraças! Coisa mais linda!!!!]. Explico: estava eu a seguir o jogo enquanto a minha gaja lavava a loiça, até que surge aquela jogada ma-gis-tral e pimba!, o Derlei marca aquele golaço após uma assistência inacreditável do Vuk. Empolgado por aquela obra de arte em forma de futebol, levantei-me da mesa e gritei "Goooooooolooooo, caralho!!! Golaço!!!!! Chupa, Porto, que coisa tão bela, bem que golo fantástico, o Sporting é lindo, lindo, lindo!!!! Magnífico, mostrem a repetição non-stop por uns 30 minutos, aaaaahhhhhh, Spoooooorting!!!!!"

A minha gaja, em lugar de compreender esta manifestação de júbilo, olhou para mim de lado e limitou-se a pronunciar, cadenciadamente: "Tu hoje não estás bem, pois não? Toma juízo!".

Pronto! Isto foi o suficiente para me fazer ver que, neste planeta, homens e mulheres não têm futuro juntos. É por essa razão que argumento: homens não se podem casar com mulheres e mulheres não se podem casar com homens! Se queremos que as coisas funcionem bem, temos de pôr homens a casar com homens e mulheres a casar com mulheres! Mais nada!

ATENÇÃO: não estou aqui a dizer que devemos ser todos homossexuais. Não! Eu estou a falar de casamento heterossexual com pessoas do mesmo sexo, o que é bem diferente! Nada de confusões! Defendo que homens heterossexuais devem casar com homens heterossexuais e mulheres heterossexuais com mulheres heterossexuais. Depois o sexo é com cada um...

As vantagens deste regime marietal são óbvias. Não é que se acabem os conflitos e as discussões, mas haverá certamente plataformas de entendimento bem mais alicerçadas do que nos casos dos casamentos heterossexuais com pessoas de sexos opostos. Repare-se neste diálogo entre Clara e Teresa, casadas:

Clara: Olá, esposa. Tudo bem?
Teresa: Olá, esposa. Sim, e tu?
Clara: Puf, estou cansada, vim agora de dar uma queca com o Sérgio.
Teresa: Então, e que tal?
Clara: Nada de especial. Aquilo foi mais para passar o tempo.
Teresa: Olha, já fiz o jantar. Podes ir para a mesa.
Clara: Fizeste? Mas tínhamos combinado que hoje era eu!
Teresa: Sim, mas como te atrasaste, eu fui em frente.
Clara: 'Tá bem. Mas depois quem lava a loiça sou eu!
Teresa: Nãnãnãnãnã! Hoje é a minha vez!
Clara: Ó minha vaca, nem penses! Já fizeste o jantar, da loiça trato eu!
Teresa: Só por cima dos meus sapatos mortos!
Clara: É igual! Também não tens nenhum par que preste!
Teresa: Desavergonhada! Cabra! Tu tens é inveja!
Clara: Não tenho! A tua colecção é que é uma vergonha!
Teresa: Ah é? Então vou já ali à Foreva comprar uns 50 pares, e tu ficas a lavar a loiça!
Clara: Vais à Foreva? Então também vou!
Teresa: Então vamos!
Clara: Vamos! Yiiipi!

Viram? Elucidativo! Atente-se agora num casal de homens, Sérgio e Paulo:

Sérgio: Olá, esposo. Tudo bem?
Paulo: Olá, marido. Sim, e tu?
Sérgio: Espectáculo, caralho. Acabei de mandar agora uma queca na Clara.
Paulo: Foi? E que tal?
Sérgio: Espectáculo!!! Fi-la vir umas três vezes. Acho que ela ama-me!
Paulo: Fixe. Olha, mandei vir uma pizza.
Sérgio: Boa. Não temos pratos lavados, pois não?
Paulo: Epá, não, a loiça não é lavada vai para mais de um mês...
Sérgio: Iá, és preguiçoso.
Paulo: Não tanto como tu.
Sérgio: Então comemos directamente da caixa? Como fizemos ontem?
Paulo: Sim, claro!
Sérgio: Fixe... E depois, vamos jogar Playstation?
Paulo: Pá, não. Trouxe um dvd que queria ver: o Bilhas Arrombadas IV: Cujacking.
Sérgio: Fónix, se é para ver filmes porno, antes o Lésbicas Príapistas LXVIII. Não curti nada os três primeiros Bilhas Arrombadas!
Paulo: Paneleiro! Vemos o Bilhas Arrombadas IV!
Sérgio: Na tua peida! Lésbicas Príapistas LXVIII!
Paulo: Bilhas Arrombadas!
Sérgio: Lésbicas Príapistas!
Paulo: Bilhas!
Sérgio: Lésbicas!
Paulo: Hmmm, e se víssemos os dois?
Sérgio: Hmmm... está bem!
Paulo: Fixe!
Sérgio: Fixe!

Penso ter ficado suficientemente demonstrado as vantagens deste tipo de relação... E agora tchau aí, vou fazer-me de convidado na casa do Sérgio e do Paulo... Se calhar até os vou pedir em casamento!

7 comentários:

subtilezas disse...

estou fascinada! isto são mesmo excelentes ideias. eu voto em ti.

Peter of Pan disse...

Eu também acho que é uma ideia óptima. Nem sei como ninguém se lembrou disto antes!! Aposto que o número de divórcios desceria a pique.

Maestro disse...

O homem passou-se...


Bom jogo.

Ilda disse...

Tadito! Bebeste??? É a unica explicação que encontro...

Salto-Alto disse...

LOOOL! "Só por cima dos meus sapatos mortos"?! LOOOOL!

Daniel Silva (Sair das Palavras) disse...

lool... decsulpa mas o humor é de facto brilhante. e estás criativo :) keep going :)

Peter of Pan disse...

@Maestro: não me passei nada... Pá, e vê lá se este fim-de-semana os teus lamps ganham lá aos tripas.

@Gaja: bebi, sim. E chutei para a veia. Mas isso não tem nada a ver para o caso.

@Salto-Alto: o facto de só teres reparado na cena dos sapatos mortos é muito elucidativo...

@Daniel: criativo, eu? Pá, não te admito ofensas!!!