sexta-feira, dezembro 19, 2008

Sopa (na brasa)...

Que eu sou um gajo distraído, não é novidade nenhuma. Sou daquelas pessoas a quem aquele dito popular "tu até te esquecias da cabeça se ela não estivesse agarrada ao corpo" assenta que nem uma luva. Sou assim, pronto, e não há receita que altere este estado de coisas. Nem cordéis atados aos dedos, nem comprimidos para a memória, nem dietas livres de queijo... nada! Como dizia o grande Valmont nessa grande história sobre a natureza humana que dá pelo nome de Ligações Perigosas, é algo que "está para além do meu controlo"!

Hoje deu-se mais uma prova disso mesmo. A minha gaja ia à rua fazer as coisas do costume (comprar comida e mais não sei o quê) mas antes pediu-me: "Amor da minha vida, meu garanhão sexy e senhor da minha alma e do meu corpo, podes por favor ver a sopa? Daqui a uns 10 minutos, apaga o lume, está bem, meu querido, meu coração, minha paixão?"

"'Tá bem, fónix, vai lá à tua vida que a sopa fica em boas mãos. Ah, e traz 24534 caixas de gelado, que é para eu ter sobremesa nos próximos 3 dias", respondi eu, convictamente.

E ela lá foi à rua, e eu fiquei em casa. Mas lembrei-me lá da sopa... liguei o PC, abri o browser e fui logo aos favoritos linkar o site da Playboy. Enquanto contemplava as apostas da revista em termos de playmates para o próximo ano de 2009, algo se passava na cozinha, só que eu não dava conta. Pudera... tão entretido estava eu com aquela carne, ia lá agora lembrar-me da sopa?!?!

Até que 20 minutos depois, a minha gaja chega, carregadinha de sacos. Como bom gentleman, minimizei a janela do site e fui ajudá-la. Foi aí que se deu este diálogo:

Gaja: Snif, snif... hmmm, cheira-me a qualquer coisa...
Eu: Snif, snif... sim, a gelado. Quantas caixas trouxeste?
Gaja: Não, não é isso... cheira-me a queimado!
Eu: Snif, snif... achas?
Gaja: Ouve lá, tu apagaste o lume?
Eu: Qual lume?
Gaja: O lume da sopa!!!
Eu: Qual sopa?
Gaja: AAAARRRRGGGGHHHHHH!!!

E desatou a correr para a cozinha, onde a sopa jazia, coitada, numa autêntica fogueira inquisitorial. Resultado: tudo para o lixo, e a minha gaja ficou sem me falar durante o resto da manhã. Não sei se por despeito, se por fome...

E eu? Bom, eu também acabei por ficar com fome... afinal, a sopa foi-se e já era tarde demais para começar a fazer outra. Em compensação, fiquei com uma tesão do caralho graças ao site da Playboy. Não é que isso alimente, mas pelo menos diverte e coiso e tal.

Moral da história: um gajo, quando é distraído, é mesmo muito distraído. E agora tchau, vou ali ver se cato qualquer coisinha na rua... é que estou mesmo cheio de tusa, caramba!!!!

8 comentários:

Ilda disse...

Tou traumatizada... ainda me cheira a esturro!!! ARRRRGHHHH!!!

Peter of Pan disse...

:)

Maestro disse...

eheheheheheheh
Bom texto.

Peter of Pan disse...

Obrigado, Rui Costa.

Daniela Major disse...

Ás vezes pergunto-me como é que a "Santa gaja" te atura...;)
Prémio Nóbel da Paz para a Ilda!!!

Peter of Pan disse...

Eu às vezes faço o mesmo tipo de pergunta... :)

sonhos/pesadelos disse...

loool,casa das sopas????
e viva a distracção...
bjs endiabrados

Peter of Pan disse...

Aqui perto de mim não há nenhuma casa das sopas... se quero uma, tenho de fazê-la (ou, mais provável: tenho de pedir à minha gaja para fazê-la!).

:)