terça-feira, janeiro 13, 2009

Ainda a propósito do Cristiano Ronaldo, uma observação sobre o Alberto João Jardim!

Eu sei que o título deste post não faz qualquer sentido, mas é só para combinar com a declaração do Alberto João que reproduzirei abaixo. Antes de mais, contextualizo: o Jornal da Noite da SIC falava do prémio da FIFA para o CR7 e blábláblá, e resolveu meter em directo o Mário Crespo, que dali a poucos minutos iniciaria uma entrevista ao eterno presidente do governo regional da Madeira. Para jogar um bocadinho com o assunto do dia, o Crespo quis saber qual a reacção do Alberto à vitória do Cristiano. O hipopótamo respondeu que estava muito feliz pelo seu conterrâneo, mas o mais estranho (para além de um hipopótamo falar português e ser presidente do governo regional da Madeira) foi o que se seguiu. Que foi isto:

Mário Crespo: Então, e já falou com o Cristiano?
Hipopó... desculpem, Alberto João Jardim: Não, mas depois falarei.
Mário Crespo: Quer dizer que costuma falar muitas vezes com ele?
Alberto João Jar... desculpem, Hipopótamo: Às vezes falo com ele, outras vezes não!

Alguém me explica o significado desta merda? "Às vezes falo com ele, outras vezes não!"??!! Que é isto, pá?!?! Mas que raios... esta gaita é o mesmo que eu dizer "Às vezes faço cocó na sanita, outras vezes não!", ou "Às vezes violo o doberman do meu vizinho, outras vezes não!". Olhem que caraças!!! Quando eu penso que o Alberto João já não pode surpreender mais, ele vem e atira uma bujarda destas... Fónix!!!

P.S.: Sim, está bem, o madeirense ranhoso que tem como passatempo enfiar Ferraris por túneis adentro (esta frase está desprovida de qualquer conotação sexual, ok?) lá ganhou o prémio de melhor cozinheiro, ou lá o que era. E daí? Por acaso saberá ele dar uma palestra sobre o imperativo categórico? Se não sabe, então aquele prémio não vale um peido.

P.S.2: Parabéns aos profissionais que estão encarregues de fazer a tradução do Late Night with Conan O'Brien. Normalmente, aquilo é atoarda atrás de atoarda, mas hoje eles estiveram bem. Traduziram "mullet" (aquele cabelinho comprido atrás, à cigano) por "penteado à Futre". Excelente!!!!!

4 comentários:

subtilezas disse...

AHAHAHAHA!

muito bom!
eu um dia acabei com um namorado porque ele não sabia o que era semiótica.

farta de me dizerem quem são os meus herois, pelo que devo sentir orgulho, a grandessíssima **** que pariu

Peter of Pan disse...

Coitado do moço...

Maestro disse...

eheheheheheheheheheheheheh

Devias começar a escrever para as produções ficticias ou coisa assim.

Parti-me a rir com o Alberto João

AP disse...

Já que referiu o Imperativo Categórico, é de realçar a Universalidade do Prémio, apesar de certos continentes nem terem voto na matéria em relação a este Prémio supostamente Mundial...

Cumprimentos do Réprobo!