quinta-feira, agosto 11, 2005

Comparação Relevante

Ontem, após ter observado com extrema atenção o encontro que opôs o Sporting à Udinese (malditos italianos!...), cheguei a uma conclusão: o José Peseiro é o Manuel Maria Carrilho do futebol, e o Carrilho é o Peseiro da política. Fundamento esta analogia tendo em conta os seguintes motivos:

- Ambos possuem muito nhãnhãnhã (conceito retirado de Ribeiro e Castro) mas fazer algo bem feito, 'tá quieto.
- São uma desilusão para os próprios apoiantes.
- Dão alegrias imensas aos adversários.
- Um pensa que é treinador, o outro julga que é filósofo.
- Nunca ganharam nada. E, pelos vistos, assim vão continuar.
- Peseiro tem cara de parvo; Carrilho possui rosto de estúpido.
- Ambos vêem nas suas actuais batalhas meros meios para outros fins. O sonho de Carrilho é chegar a Primeiro-Ministro ou a Presidente da República; o sonho de Peseiro é chegar a treinador do Chelsea. Sonham acima das suas capacidades, portanto.
- Um atura a chata pré-analfabeta da Bárbara Guimarães (1). O outro leva com a cavalgadura do Dias da Cunha (2).
_____________________________________
(1) Neste caso, mérito para Carrilho: seria pior se estivesse casado com a Anabela Mota Ribeiro.
(2) Aqui, também sou obrigado a elogiar Peseiro: ele é natural de Coruche, terra de equídeos. Logo, está mais do que preparado para lidar com esse género de animais.

Eterno Entorno

2 comentários:

radioapilhas disse...

Atrevo-me a afirmar que ambos estão exactamente onde devem estar: o Carrilho enquanto candidato e desde que não passe disso e o Peseiro enquanto treinador do Sporting.

Eterno Entorno disse...

Infelizmente, a minha costela clubística impede-me de concordar com a segunda parte da conjunção!! :(