terça-feira, setembro 29, 2009

A lei das compensações (2) - Versão para elas

[ver também o post abaixo]

Se leram o longo desabafo que aqui publiquei ontem, cedo entenderam que passei por dois dias de intenso sofrimento. Ora, mas há na consciência ocidental, porventura devido à tradição cristã, a noção de que a dada altura o sofrimento é recompensado. É por esse motivo que se pensa que o céu é feito para os pobres, isto é, aqueles que penam muito nesta vida e neste mundo. Eu, pessoalmente, não ligo lhufas a estas patranhas, porque o que para mim conta é precisamente a felicidade nesta vida e neste mundo, quero lá saber do outro, que mais do que provavelmente nem existe! Achar bem sofrer aqui e agora, ou seja, enquanto somos vivos, só para depois, sabe-se lá quando, ter uma existência agradável depois de mortos, é algo que não entra na minha cabecinha. É como olhar para a lenga-lenga da Floribella "sou pobre em ouro, mas rica em sonhos" e julgar que mais vale ter estes do que aquele. Quem pensa assim, deveria tentar ir ao supermercado fazer as compras da semana só com os sonhos de segunda-feira dentro da carteira. Além disso, a Floribella atura o Djaló, o que já dá para ver que não tem muito juízo naquela mioleirinha.

Bom, mas gostemos ou não gostemos, acreditemos ou não acreditemos, a verdade é que por vezes acabamos por ser recompensados pelo que sofremos. Se eu recentemente passei as passas do Algarve, motivado por um fim-de-semana desastroso, que entre outras coisas me levou a responder sempre à pergunta "Então, como correu o teu fim-de-semana?" com um lacónico "Caguei um pé. Fiquei sem um chinelo. A família da gaja emborcou todo o álcool que havia lá em casa, nem a garrafa de etílico escapou. O Sporting perdeu... com o Porto. O Benfica ganhou... por 5 a 0. Fiquei com uma camisa tingida de cor-de-rosa. Quis sacar um filme porno e já no fim a luz caiu. O Sócrates ganhou as eleições. O CDS/PP também. E por fim nasceu-me uma bolhonga no raio do pé!", ontem quando cheguei a casa não pude senão concluir que tudo valeu a pena!!!! É que, supresa das surpresas, tinha na caixa do correio o novo e brilhante álbum da minha banda predilecta de todos os tempos, e isso fez de mim um homem feliz e levou-me a esquecer tudo.

"Mas", perguntar-me-ão vocês, "que fantástica banda é essa, que som espantoso é que eles executam, e como pode um mero cd fazer esquecer tudo aquilo por que passaste nos dois dias anteriores? Como podes tu achar que uma rodela de plástico contendo uma hora de música é compensação por 48 horas de intenso sofrimento?"
É uma boa pergunta, sem dúvida, e em vez de responder directamente a ela, vou valer-me de uma pequena imagem.

Imaginem que estão a passear pela rua. Nisto, chega-vos o Reynaldo Gianecchini ao pé e convida-vos a irem visitar a casa dele. Pelo caminho, vão flirtando. Chegados a casa dele, são brindados com uma visita guiada. "Aqui é a cozinha", diz o Reynaldo, e mal vocês passam a porta deparam com o Wentworth Miller, só com um avental a cobrir o corpo, a confeccionar uma mousse de chocolate. Cumprimentam-no ao longe, e ele languidamente vira-se, pega na colher de pau, lambe-a e deixa-se salpicar no peito com uns pingos de mousse, enquanto sorri maliciosamente. Depois, são conduzidos pelo Reynaldo ao W.C. "Aqui são os lavabos", explica ele, e apercebem-se de água a correr. Espreitam lá para dentro e entrevêem, na banheira, a silhueta do Ricardo Pereira, despejando sensualmente pelos músculos uma mistura de água e espuma. De seguida, o Reynaldo arrasta-vos para o quarto: "Este é o quarto de dormir", e observam que na cama estão duas figuras masculinas a dormir, nuas em pêlo mas sem conseguirem decifrar os rostos. Perguntam ao Reynaldo de quem se trata e ele responde-vos que são o George Clooney e o Brad Pitt a descansarem após terem arranjado a canalização lá de casa, e que mais tarde juntar-se-ão a eles. Quando pensam que as coisas não podem ficar melhores, o Reynaldo convida-vos a ver a última divisão, uma mistura de sala de estar com sala de jogos. Junto de uma das paredes, encontramos o Robbie Williams e o David Beckham vestidos só com uma cuequinha branca a enfiarem frutos com caroço pelo cu da Carolina Patrocínio acima.

Captaram esta imagem?!? Penso que sim. Não estarei enganado ao afirmar que isto é o sonho de qualquer mulher, o máximo de prazer que qualquer mortal poderá aguentar. Ora, ISTO é o que eu sinto quando ouço os discos destes senhores abaixo:Sim, parece que já vos estou a ouvir "Urgh, que mau aspecto, que horríveis! E TU gostas disto?!?". E eu digo: calem-se, pá! Estes gajos são os maiores. Eu, que sou um heterossexual daqueles que mais heterossexual não há, faria de bom grado um bico a cada um destes gajos se eles por acaso mo pedissem! (pronto, também faria o mesmo ao Liédson. E ao João Moutinho. E ao George Orwell, se ainda fosse vivo. Ah, se apanhar o gajo bem conservado no túmulo, também o faço. Bom, mas adiante. Continuo a ser um heterossexual distinto!) Por isso, sim, valeu a pena passar o fim-de-semana de degredo só para agora ser agraciado com o novo petardo destes génios! A lei das compensações afinal funciona, e saí recompensado por toda aquela dor. Enquanto o cd abaixo não sair da aparelhagem, tudo está bem... Até podem pôr o Santana Lopes novamente como presidente da Câmara de Lisboa, see if I care...
P.S.: Cdzorro do caraças, pá!!!!!!!

4 comentários:

francis disse...

i don't care.

man tu não achas que é muita informação para um gajo ler a seguir ao almoço ?

até fiquei zonzo pá.

Ilda disse...

Por podia ser só o Gianecchini e o Clooney, serve! :)

)0( disse...

Isso não era gente a mais?

Alexandra disse...

Puseste o Ricardo Pereira e a Patrocínio e estragaste a imagem. Robbie Williams?! Esse gajo ainda não teve uma overdose?