sábado, março 07, 2009

Uns são filhos de Deus, os outros enteados

No Brasil, um bispo resolveu excomungar a mãe e os médicos que fizeram um aborto a uma menina de 9 anos, que tinha sido violada pelo padrasto.

Esclarecedor das prioridades da Igreja: não li uma palavra de repreensão do mesmo bispo ao perpetrador do crime, muito menos se propôs a excomunhão deste. Ao que parece, para os sacerdotes o aborto é um pecado, mas a violação não.

3 comentários:

Daniela Major disse...

Isto é uma pouca vergonha...Deus, caso existir, deve estar envergonhado.

Salto-Alto disse...

Ao que parece? É o que estão a mostrar! E foi padrasto, às tantas se fosse pai levava prémio. Há cada idiotice, sinceramente. E eu sou católica, não estou a criticar só por criticar.

Ilda disse...

Já há muitos anos que a igreja católica tem as prioridades mal definidas... é uma pena. Mas o problema não está em Deus e sim na cabeça dos Homens!