quarta-feira, fevereiro 06, 2008

O amor (à música) é fodido...

No passado…

- Olha, querido, soube que o Paulo e a Fernanda se vão separar.
- Ah sim?
- Sim. Parece que a Fernanda descobriu que ele tinha um caso…
- Como foi isso?
- Acho que ele havia dito que ia ver um concerto, mas na verdade foi ter com a amante. A Fernanda limitou-se a descobrir.
- Ah ah ah!
- Estás a rir-te do quê? Isto é sério, não tem graça nenhuma!
- Estou a rir-me porque eu seria incapaz de fazer o mesmo, e tu sabes disso. Desde quando é que eu inventaria algo como dizer que ia a um concerto quando, na verdade, iria encontrar-me com outra pessoa? Jamais!
- Pois, é verdade. Tu dás mais importância à música e às bandas do que às mulheres, nunca serias capaz de me enfiar uma patranha dessas.
- Então, já viste a tua sorte?!
- Sorte? Chamas a isso sorte? Tu gostas mais das tuas bandecas e dos teus cds do que de sexo; tu preferes uma boa guitarrada às mulheres; tu amas mais a música do que me amas a mim! Oh, sou tão infeliz, uh uh!!!!
- …

No futuro…

- Olha, querida, hoje vou sair, está bem?
- Então?
- Ahmmm… Vou encontrar-me com uma pessoa.
- Ah sim? Quem?
- É a Gustava. Lembras-te dela? Encontrámo-la aqui há umas semanas, naquele jantar em casa do Cláudio.
- Lembro-me, lembro-me… e o que vão fazer?
- Bem, primeiro um jantar, depois um cinema, e após isso vamos para casa dela ter sexo. Não te importas, pois não?
- Por que razão me mentes?
- Hã?
- Estás a mentir. Eu sei que não é esse o teu plano para hoje!
- Não?! É, é, a sério que é! A Gustava é minha amante!
- Não insistas! Sei perfeitamente que tu vais é ver Os Coisos, pela 25ª vez!
- Não, não vou nada! Vou ter uma sessão escaldante de sexo com a Gustava mais a prima dela!
- Pára! Eu vi o bilhete para o concerto quando abri a tua carteira ontem!
- Ahmmm, pois… quer dizer…
- Mais uma vez, mostras o quanto és reles! A música, para ti, tem de vir sempre em primeiro lugar, não é?
- Pronto, está bem, confesso! É verdade: vou ver Os Coisos! Só vi a Gustava daquela vez no jantar e nem sequer conheço a prima dela. Desculpa…
- Continuas o mesmo de sempre! Que raio de homem és tu? Sempre com os cds, sempre com os concertos… no teu lugar, um homem decente já teria arranjado centenas de amantes. Mas tu, não: só pensas é na música. Oh, sou tão infeliz, uh uh!!
- …

Tanis
(post remotamente
– mas só remotamente –
inspirado em episódios
da minha vida pessoal.
É triste, não é?)

8 comentários:

Ilda disse...

Realmente a parte final dá um ar dramático á coisa "Oh, sou tão infeliz, uh uh!" Mas que raio de mulher teria um desabafo deste tipo?
Qto ao resto que te posso dizer gostos são gostos e "prontos"! Há musica que vale mais do que certas companhias e contra factos não há argumentos!

Peter of Pan disse...

Uma mulher do género feminino, creio eu.

Música >>>>>>> gajas

:)

Ilda disse...

Não, não, uma mulher do género feminino dava logo um valente pontapé no rabo "aquele" senhor não gastava tempo com desabafos pirosos! Ser trocada por musica!? Porra!

Ilda disse...

ASS. a "bruxa má"!!!

Peter of Pan disse...

E bem má!!!

:)

Ilda disse...

Aquela parte do caladinho era boa ideia aqui tb!!! Hummm!?

spiegelman disse...

Holy Shit Dude... :(

Espero que ao menos o bilhete para o concerto tenha sido dos Ackercocke ;)

PAX

)0( disse...

:) Com a verdade me enganas!