quarta-feira, julho 22, 2009

Comparações de gajas

Um dos mitos urbanos mais selvaticamente propagados nos séculos XX e XXI é o de que os homens adoram comparar uns com os outros o tamanho dos seus mastros. Pensa-se que tal comportamento é uma consequência do nível de testosterona dos machos, sequiosos de mostrar que são mais pujantes, no sentido peniano, do que os outros machos. É a velha história da competição e de que o homem com o maior pau será melhor e terá direito a mais fêmeas que os demais. Tolices, até porque eu sou praticante da monogamia...

No que à minha pessoa diz respeito, nunca tive desejos de comparar o meu mastro com o de outros homens, até porque não gosto de humilhar ninguém. Cada um com o seu tamanho, lá está, afinal o importante nem é a grandeza do pirilau e sim acabar o dia descansado dentro de um suave, fofinho e reconfortante órgão sexual feminino, vulgo grelo, vulgo pachacha, vulgo cona.

Portanto, nem todos os homens acham piada a essa coisa de comparar os cabeções de rodinhas. Mas as portadoras dos órgãos sexuais femininos, essas, além de apreciarem comparar os ditos cujos masculinos, gostam ainda mais de comparar algo entre elas...

Não, não são as mamas, infelizmente! O que as gajas gostam de comparar é o nível de magreza de cada uma. Esta é a grande verdade dos nossos tempos: as gajas só estão bem quando notam que são mais magras do que a melhor amiga, a colega do escritório ou a vizinha do 3º F. E é aqui que podemos observar a essência vil das mulheres. O seu cinismo. A sua hipocrisia. E a sua competitividade.

Vejamos: duas gajas amigas encontram-se na rua. Bláblá para aqui e bláblá para ali, já se sabe onde a conversa irá parar (coloco abaixo de cada fala uma "tradução" para melhor se compreender o desenrolar dos argumentos):

Gaja 1: Então e tu, estás tão magra...
tradução: "Minha ganda puta, como é que conseguiste?"

Gaja 2: Pois, é verdade, fiz uma dieta e resultou!
tradução: "Ahaha, estou muita gira, ao contrário de ti, pareces uma porca"

Gaja 1: Ui, fantástico! Deu muito trabalho?
tradução: "Puta, espero que tenhas ficado com uma doença qualquer"

Gaja 2: Sim, tive de fazer alguns sacrifícios, mas valeu a pena!
tradução: "Porra, nem me fales, tive de deixar de comer tudo aquilo de que gostava, mas em compensação agora estou uma boazona do caraças!"

Gaja 1: Eu é que, por mais que tente, nunca consigo emagrecer...
tradução: "Sou tão infeliz... porque é que esta puta consegue estar na linha e eu não?!"

Gaja 2: Ah, mas se quiseres eu dou-te o contacto do meu nutricionista...
tradução: "Pode ser que ele queira uns bifes de vaca para pôr na ementa. Nunca conseguirás emagrecer, minha foca!"

Gaja 1: A sério? Isso é óptimo! Deixa-me tirar a agenda...
tradução: "Vais ver, minha cabra, da próxima vez que nos encontrarmos vou estar mais magra que tu!"

E é isto! Quem não vive sem comparações são mesmo as gajas. Elas é que adoram competir umas com as outras, e à falta de pénis, competem por aquilo que é mais visível (mais uma vez: infelizmente, não se trata das mamas): o menor volume de gordura acumulada nos corpinhos. A mulher que nunca passou por uma situação semelhante à descrita acima com as gajas 1 e 2 que atire a primeira bolacha integral...

P.S.: Por falar em bolacha integral, uma história verídica: durante o secundário, uma colega minha que estava uns quilinhos acima do peso ideal resolveu iniciar uma dieta. Aconselharam-lhe que comesse umas bolachas integrais, de calorias reduzidas. Ora, um mês depois essa colega não só não havia emagrecido como tinha, inclusivé, aumentado visivelmente de peso. Como sabia que ela estava em dieta, resovi falar-lhe:

Eu: Ouve lá, meu bisonte [sempre fui muito simpático para com as pessoas], então estás a fazer dieta e engordas?!? Que raio de dieta é essa?!
Ela: Buuu, também não percebo! Ando eu a comer estas bolachinhas [e mostrou-me o pacote. Das bolachas, entenda-se...] e nada...
Eu: Mas quantas bolachinhas destas é que tu comes por dia, ó minha arraçada de baleia?
Ela: Uns 5 ou 6 pacotes...

Acho que esta merda diz tudo...

16 comentários:

S* disse...

És MAU todos os dias. Não se chama bisonte a uma menina. Mas ok, se comia 5 ou 6 pacotes era caso grave...

Sim, fico com inveja quando vejo uma gaja toda boazuda e eu com os meus dez quilinhos a mais. Mas geralmente digo-o sem rodeios. Digo logo "oh pah, eu precisava era de perder uns quilos", não me ponho cá com historias.

E quanto aos pirilaus, não percam tempo a comparar. Não somos assim tão esquisitinhas. A diferença entre o Big Tasty e o McBacon pode ser alguma, em tamanho. Mas em termos de sabor, sabem ambos bem. :P

Maldonado disse...

Bem, tu és gigante! Brilhante post, sim sr! :)

1. "(...) nunca tive desejos de comparar o meu mastro com o de outros homens, até porque não gosto de humilhar ninguém."

Já pensaste em fazer um casting para algum filme do Sá Leão? Irias melhorar a qualidade da nossa cinematografia XXX... ;)

2. Realmente a questão da comparação do físico das mulheres às vezes toca as raias do absurdo.

3. O último caso é um exemplo vivo de como nem toda a gente sabe fazer dieta...

esquilinho disse...

AHAHAHAH! Lembro-me dessa história!
Tadinha dela… Mau!

Catwoman disse...

"A mulher que nunca passou por uma situação semelhante à descrita acima com as gajas 1 e 2 que atire a primeira bolacha integral..."

Fantástico, adorei.. arrancaste-me a gargalhada do dia eheheheheheheheheheh

Jinhos

A Besta disse...

1-Só a ideia de ver um bando de gajos com as calças em baixo a olhar para os pénis uns dos outros deixa-me doente.
2-Na verdade não sei se elas se acham gordas ou magras ou se acham as outras gordas ou magras. Alguma gaja que me explique.

Pulha Garcia disse...

Acho que tens muita razão e este post está de partir o cuco a rir.

Em termos gerais os homens são mais amigos entre si do que as mulheres...

Daniela Major disse...

Enfim as mulheres são parvas e os homens ainda mais. O que interessa é que se sintam bem consigo mesmos. Gordas ou com pénis pequenos.

Caty disse...

Ai meu deus, knto a comparações não comento, mas ao seres mau para a moça comento ISSO NÂO SE FAZ, provavelmente tabem não deves ser um modelo!!!!

Ilda disse...

Ahahahahah! Tb me lembrei de uma história desse género: no caso, a senhora em questão comia bolachas digestivas a seguir ao almoço porque como eram digestivas ajudavam a fazer a digestão! Dah!

Peter of Pan disse...

@S*: Pá, nem vou comentar o teu comentário. Digo apenas que o teu último parágrafo devia fazer parte do próximo número do Diário da República!

@Maldonado: os filmes do Sá Leão são fraquitos, não vou prejudicar a minha reputação actuando neles.

@Esquilinho: mau, eu?!? Só lhe dei um bocadinho de sensação do ridículo. Até a posso ter ajudado.

@Catwoman: bom, espero que tenhas tido mais gargalhadas. Só uma é pouco (é o que a minha amiga dizia das bolachas...).

@Besta: quanto ao ponto 2: se calhar são as duas coisas em simultâneo, não?!

@Pulha: é verdade. Pelo menos não somos tão invejosos nem hipócritas quanto elas.

@Daniela: sem dúvida. Eu tenho um pénis gordo e nunca me senti mal por causa disso!

@Caty: eu sou o gajo mais feio que conheço. E todo torto! Mas e daí?!?

@Gaja: muito bom...

Miss Yellow disse...

Epa, eu roi-me toda, mas tenho de comentar isto.

1- os gajos é que são os culpados desta nossa mente obcecada, (um bocado.. a minha não muito mas vá.. )

2- O que importa realmente não é o tamanho, é o desempenho (entenda-se antes, durante e após, tudo faz parte).

3- LOOL, as bolachas também engordam.. coitada.. para além de ter engordado, os intestinos devem ter trabalhado bem..

E prontos, cá está.

ehehehe

(gostei do post ;))

marta disse...

Pá, e a gente ter uma figura esbelta e ser lambona como um diabético? É ir ao supermercado comprar iogurtes e ver que os de "Tarde de Maçã" e "strawberry cheesecake" e "caramelo" estão todos na secção das dietas, e vais ver a secção normal e só te dão morango, banana e vá! Passas na caixa com uma dúzia de iogurtes diferentes todos a tender para o petisco e ouves o "ai, a menina está de dieta, não está?", "Não, minha senhora, estou é indecisa entre esta porra toda, mas vou comê-los já a todos (aos iogurtes...) assim que chegar a casa!"

É assim a minha vidinha...

Isobel disse...

Claramente, a Cathy não te conhece.
Sim , ele é um modelito. Super saudável...Nada de animais, nada de tabaco...Mas, também só come porque a Ilda cozinha!

O mérito é sempre feminino.

Ilda disse...

Boa Isabel, o mérito é sempre nosso! Gostei!

Peter of Pan disse...

@Miss Yellow:

1 - os gajos não têm culpa de nada, ponto final.

2 - sim, é verdade.

3 - um mal nunca vem só...

@Marta: fónix, tu comes assim tanto iogurte?!

@Isa e @Gaja: calem-se, pá!

marta disse...

Quando é para experimentar, até como. As bolachas marcham de igual maneira. Com os chocolates já não. Como prefiro os de leite com amêndoa inteira do Pingo Doce, só marcham desses. A não ser que tenham alguma marca que eu ainda não conheça.