terça-feira, janeiro 26, 2010

O Sá é um pintas... (mais um post a malhar no Sá Pinto)


Ontem era um dia importante para o país. Mais do que saber qual a atitude a tomar pelo PSD no que toca ao Orçamento de Estado (vão abster-se, aqueles cobardolas...), interessava ouvir o que Sá, o Pinto, teria a dizer acerca do recente conflito com o magnífico levezinho Liédson. E eu ouvi, e chego à conclusão, se de mais provas precisasse, que o Sá Pinto é um otário.

Não vou pegar no facto do Sá Pinto só ter reagido passados vários dias. O que é que ele andou a fazer este tempo todo? A ter aulas de português para poder redigir a papelada que leu ontem? A procurar amigos que soubessem escrever para redigir aquela papelada por ele? Enfim, não é por aqui que quero ir, mas ficam no ar estas questões, só porque me apetece.

Também não vou pegar no discurso feito na 3ª pessoa. O Sá Pinto falar "...e o Sá Pinto foi ameaçado e agredido na sua imagem e na sua integridade" é algo que já não espanta o mundo do futebol desde que Mário Jardel, esse terror das balizas e da gramática, introduziu no nosso país o conceito de falar de si mesmo como se fosse outra pessoa, e que tem nestes dias como melhor seguidor o Miguel Veloso. Mas também não é por aqui que quero ir.

Onde eu quero verdadeiramente pegar é aqui, neste singelo apontamentozinho do Sá: "Liédson é um excelente jogador, mas tem de rever a sua conduta profissional." Sim, o Sá Pinto teve a lata de dizer isto. O Sá Pinto que teve uma conduta profissional "exemplar". O Sá Pinto que se pegou com colegas. O Sá Pinto que se pegou com adversários. O Sá Pinto - e não outro jogador - que mandou umas bifas no Artur Jorge.

Das três, uma, ou duas, ou mesmo as três: ou o Sá Pinto tem dupla personalidade (o que também explicaria o discurso na 3ª pessoa...), havendo um Sá Pinto bonzinho que abomina a violência e um Sá Pinto mauzinho que bate em tudo o que lhe aparece à frente, ou então tem Alzheimer, ou, terceira hipótese, é simplesmente estúpido.

Qual acham que é?!?!

2 comentários:

francis disse...

"O que é patético em Sá Pinto é a utilização que está a fazer do incidente para queimar o melhor jogador da equipa por um desabafo deste último no banco de suplentes. Um desabafo que não teria consequência rigorosamente nenhuma, não fosse a carica do nosso exaltado director desportivo saltar com facilidade."

in http://ultimaroulote.blogspot.com/

Maestro disse...

é lagarto e está explicado pá...