terça-feira, julho 26, 2005

Novas edições de Kant

Uma ideia bestial para divulgar a produção kantiana seria proceder a novas edições da mesma, preparadas para um público generalizado. Isso equivaleria a despir os textos kantianos de algum do seu intrínseco hermetismo, mas decerto os resultados comerciais compensariam uma ou outra supressão. Pensei já em três obras prontas a serem lançadas nas melhores livrarias europeias:

Crítica da Razão Pura para Dummies - O texto apresentaria agora ilustrações (da responsabilidade de Moebius ou, melhor ainda, de um Milo Manara, ou mesmo de um Serpieri). Alguns capítulos, considerados mais obscuros e insossos - como é o caso de toda a Analítica Transcendental -, seriam pura e simplesmente retirados. Em contrapartida, o volume sofreria a inclusão de posters de Kant e da própria Razão Pura, num excitante fato-de-banho.

Crítica da Razão Prática c/CD-ROM e DVD - Este talvez fosse o produto mais original. O volume seria acompanhado de um CD-Rom e de um DVD com exercícios práticos, direccionados a uma razão que se pretende activa, moderna e responsável. "Jogging analítico-sintético", "Máximas para flexões a priori" e "Abdominais éticos com o Abking Pro" poderiam ser alguns dos exercícios a incluir.

Formulações do Imperativo Categórico para SMS - Outra ideia que promete fazer furor. As várias formulações do imperativo categórico, tal como estão apresentadas na Fundamentação da Metafísica dos Costumes, passariam a estar disponíveis em qualquer telemóvel. É, sem dúvida, um conceito revolucionário, e pode mesmo significar uma transformação das relações sociais.

Espero agora que as editoras europeias cedam a tão brilhantes propostas. Esperem uma invasão de obras kantianas lá mais para o final do ano...

Eterno Entorno

5 comentários:

Esquilinho disse...

Só compro o Formulações do Imperativo Categórico para SMS se vier com dicionário de abreviaturas para telemóvel!

amigos dos viciados em gelados anónimos disse...

...não estará a Olá interessada numa nova edição dos cornetos de verão!?..já vejo o slogan: exercite os seus sentidos com os novos cornetos filosóficos..não perca esta sensação num quiosque perto de si!

Zokrl disse...

Pagar p'ra ler kant? Isso mais parece um castigo!!

Esquilinho disse...

Pois, e depois até podia fazer um anúncio como aquele do Epá, do Perna de Pau e do Super Maxi... Já estou a imaginar a Razão Pura, a Razão Prática e o Imperativo Categórico a cantar "Não! Ó não! Não te esqueças de mim..."

ritz disse...

isso dava uma fortuna! eu comprava logo!