terça-feira, outubro 18, 2005

Correspondência Saramago-Lobo Antunes

Caro António Lobo Antunes

Li o seu último romance, que veio a deixar-me perplexo e você sabe bem porquê, visto a quantidade de páginas do volume ser tremenda. Dir-me-á você, Não é nada, consigo escrever coisas maiores ainda, ao que respondo, Tenha tento na pena, pois enquanto uns dispoem de folhas para escrever calhamaços, como você, um pequeno-burguês, outros há que nem papel possuem para limpar o rabo, o que aliás deveria ser feito aos seus escritos.

Cordialmente, José

P.S.: Eu tenho um prémio Nobel e tu não!

*
Caro José Saramago

Eu poderia vir aqui contar-lhe uma história para adormecer, tal qual faço semanalmente nas minhas crónicas para a revista Visão.
Mas não o vou fazer.
(não o quero fazer)
Vossa Excelência não o merece, uma vez que se auto-exilou em Lanzarote. Não teve a infelicidade de viver, como eu, as privações no Ubango, a fome no Condongo ou a guerra no leste do Cachungo.
(se estivesses lá, era bem feito que um preto te metesse uma bala nos cornos)
Pequeno-burguês é Vossa Excelência mais a degenerada da Pilar. Cale-se e ofereça um presente à nação, deixando de publicar livros.
(e artigos, pois também são uma porcaria)

Afectuosamente, António
P.S.: Olha, vai à merda e leva o Nobel contigo.

*
Caro António Lobo Antunes

Vai tu!



*
Caro José Saramago

Vai tu duas vezes!
(ou até mais)

Toni

Eterno Entorno

5 comentários:

CP disse...

Brilhante como sempre Eterno Entorno!! Parabéns!

david disse...

Gargalhada literária!!!
Ahahahahohohohohihihihohohoh....chega.

radioapilhas disse...

muito bom. quando publicarem a correspondência saramago-lobo antunes (que será certamente melhor do que de Pessoa-Sá Carneiro) espero que incluam estas duas epístolas dignas de uma boa gargalhada.

Eterno Entorno disse...

Obrigado, caros colegas, ilustres exemplos da melhor intelectualidade lusa.

R.R disse...

Lobo Antunes ficará, Saramago será esquecido. Mas, isto pouco nos importa,não estaremos aqui. Certamente Lobo Antunes é o maior escritor vivo.