segunda-feira, outubro 24, 2005

Guerra dos Sexos: futebol!

Na Alemanha, a última moda são os cursos de futebol para mulheres. Grosso modo, trata-se de dar às mulheres "formação científica", por forma a impedi-las de ficarem excluídas das conversas que animarão o país durante o próximo ano, devido a organizar o Mundial 2006. Tudo muito bonito e tal, sim senhor, mas eu sinceramente discordo deste tipo de iniciativas. E passo a mostrar porquê:

1) As mulheres, por mais que se esforçem, jamais alcançarão o domínio dessa tão difícil arte que é a conversa futebolística. Não creio ser possível às dignas representantes do sexo feminino atingir, em poucos meses, o nível que nós, machos, demorámos anos a conseguir. Ou seja, a iniciativa é contraproducente: se elas não chegam aos nossos calcanhares no "futebolês", por que raios havemos de querer conversar com elas? Quanto muito, um curso daqueles pode fazê-las chegar ao estatuto de compreensão futebolística de um Dias da Cunha ou de um José Peseiro, o que é dizer muito pouco...

2) Querer tornar as mulheres em especialistas de futebol é um acto totalmente contra-natura. O futebol foi feito para os homens de barba rija. Neste mundo, as mulheres não têm lugar, mesmo que se chamem Odete Santos. Quando criou Adão e Eva, Deus disse: "Toma, gajo. Isto é uma bola. Será o centro da tua vida. Toma, gaja. Isto é o "Querido, Mudei a Casa". Será o teu programa televisivo dos fins-de-semana." Não queiram, pois, desvirtuar a Palavra do Senhor...

3) O futebol é a única desculpa convincente para cada um dos sexos poder deixar de aturar o outro durante umas breves horas. Vejam o seguinte caso, e digam lá se não prejudica tanto o homem quanto a mulher:

- Querida, vou ali ao café ter com a malta para vermos o jogo na Sport TV!
- Não vás, fica aqui. Eu já instalei esse canal, não te lembras?
- Sim, amor. Mas eu gosto de falar com os meus amigos sobre futebol. Tu não percebes nada de bola, não é, fofinha?
- Mas eu agora tirei um curso! Olha, está aqui o diploma e tudo. Já sei falar sobre futebol. Vá, fica aqui e vamos discutir as implicações do 4x3x3 na equipa do Barreirense quando jogava na II Divisão do Campeonato da República Checa.
- .... (Bolas, 'tou bem f*dido... Mas mais à noitinha vais ver, minha vaca. Vou fazer-te aquilo que o Vale e Azevedo andava a fazer ao Benfica.)

Portanto, deixem-se de tretas. Querer ensinar a teoria do futebol às mulheres é o mesmo que dar pérolas a porcos. Não se metam nisso.
Eterno Entorno

3 comentários:

João Dias disse...

obrigado pela vista.
é verdade mas nem sempre.
a minha namorada é uma literada no futebolês. somos dois doentes do chelsea. abraço.

david disse...

Eu até posso vir a conversar com mulheres portuguesas sobre futebol, mas só com uma condição: o bigode delas tem de superar (em volume) a bigodaça do Chalana.
Aí sim, Gajas, contem comigo para uma animada tarde de dissertações sobre bola.

Ginja disse...

Às vezes olho para um jogador do benfica e penso : mas este, há quanto tempo é da minha equipa ? E não tenho paciência para saber de tudo, quero é que o Benfica ganhe . Por isso acho que sim, o futebol é mais para os homens, que preferem estar a par das últimas desportivas . Mas enquanto vocês vão à bola com os amigos pichotes, pode ser o caso que as vossas gajas não fiquem propriamente a ver novelas ...