sexta-feira, outubro 21, 2005

Desequilíbrio de forças

Com o anúncio da candidatura de Cavaco Silva a Belém, finalmente temos as forças posicionadas em jogo. Pela direita, o professor Cavaco; pela esquerda, uma task-force que junta à batatada Mário Soares, Manuel Alegre, Jerónimo de Sousa, Francisco Louçã e também, ao que parece e como já vai sendo habitual, Garcia Pereira (mas a este ninguém dá atenção, portanto adiante). À primeira vista, parece haver aqui um claro desequilíbrio de forças: a esquerda vence por, pelo menos, 4 candidatos a 1. Quem observasse, de fora, a realidade política portuguesa, poderia ser levado a exclamar: "Mas que raios?! Os portugueses devem ser uns socialistas do caraças! Por cada indivíduo de direita há 4 ou mais de esquerda. Razão tinha Alberto João Jardim quando apelidava os portugueses continentais de cubanos!" Esta seria, porém, uma análise falsa e inconsequente. Há de facto um desequilíbrio de forças, mas não desta maneira. Não é tanto a força dos números que está em causa e sim o que cada indivíduo representa. Assim, para avaliar melhor a situação, temos de olhar para uma outra escala. Nesse sentido, convido-vos a vislumbrar brevemente o perfil dos candidatos, tendo em conta o seu Grau de Estupidez (GE):

Grau de Estupidez (valores de 0 a 100)

Cavaco Silva: economista idiota. GE = 90
Mário Soares: velho jarreta. GE = 90
Manuel Alegre: poeta estulto. GE = 90
Jerónimo de Sousa: comuna vadio. GE = 90
Francisco Louçã: pior que comuna vadio. GE = 91

Fica então claro que o problema do desequilíbrio reside no índice de estupidibilidade. Tendo apenas um candidato, por pior que seja (e é!), a direita corre o risco de passar por inteligente e idónea - e isso só a prejudica em se tratando de eleições. É que, por cada Cavaco, há um Soares, um Alegre, um Jerónimo e um Louçã! Trata-se, pois, de concorrência desleal. Nenhum ser humano ou pertencente à mesma espécie do Valentim Loureiro pode competir com tamanha imbecilidade. Neste quesito, a direita é completamente esmagada pela esquerda, e por números que não deixam margem para dúvidas: 361 a 90! É espantoso!
Assim, para um correcto equilíbrio de forças nas próximas eleições presidenciais, sugiro à direita que avance com mais dois ou três candidatos, sei lá, Santana Lopes (GE = 90), Marcelo Rebelo de Sousa (GE = 90, mais 3 pontos por aparecer na televisão = 93), Paulo Portas (GE = 90). Porque a balança da estupidez não pode pender só para a esquerda! A estupidez deve estar equitativamente distribuída! Faço votos por isso!!!!

Eterno Entorno

1 comentário:

Jornalistas Independentes disse...

eu pessoalmente vou mais pela esquerda...mas isso nos meus blogs é irrelevante...

não conhecia o blog mas gostei...