terça-feira, setembro 02, 2008

Duas singelas coisinhas

Primeira singela coisinha:

Quando acordo, a última coisa que me apetece fazer é ligar o televisor e apanhar um daqueles típicos programas matinais, mas às vezes esqueço-me e acendo mesmo o aparelho... e pimba!, é como se me fizessem uma lobotomia! Hoje foi assim: nem tive tempo para mudar de canal, apareceram-me logo a Sónia Araújo, a Serepimpinella Andrade, a Isabel Angelino e mais não sei quem a gritar "BOM DIA", e depois entrou o Emanuel a cantar qualquer coisa como "Sr. Guarda". Entrei em catatonia, babando-me pelos cantos da boca, e já me preparava para passar o resto dos meus dias em estado de coma, até que o realizador mudou a câmara e passou para um repórter que realizava entrevistas em directo. E ver isto provocou-me um choque, mas um choque de tal maneira chocante que, citando outro Emanuel, o Kant, vi-me despertar do meu sono dogmático.
A coisa passou-se deste modo: o dito repórter chegava junto das pessoas e perguntava-lhes o que achavam da festa que estavam a ver. Uma pessoa normal, confrontada com a pergunta "Então, está a gostar?", responderia "Sim", "Não", "Mais ou Menos". Se quisesse ser um pouco mais arrojada, poderia mesmo afirmar Sim, está giro", "Não, está uma porcaria", "Mais ou Menos, já vi melhor". Isto seriam as possíveis respostas de uma pessoa normal... e pelos vistos o repórter não encontrou nenhuma, pois à pergunta da praxe, recebia sempre enormes testamentos sem sentido, como esta:

Repórter: Então, minha senhora, o que está a achar deste espectáculo?
Velhota nº 1: Ai, que coisa tãããão linda, já tenho 60 anos e estou casada há 38 e nunca tinha visto nada assim. O meu marido, que está ali à frente, está a ver?, é aquele senhor de boné cinzento aos quadrados, também está a gostar muito, e eu também e o meu marido também, é aquele senhor lá à frente de boné cinzento, ai que coisa tão linda, disto é que devia haver todos os dias, porque eu já tenho 60 anos mas também gosto de me divertir, porque estou casada há 38 e o meu marido está ali à frente, de boné cinzento, quer que eu o chame?, ó António, anda cá, isto é para os senhores da televisão!

Ou esta:

Repórter: Então, minha senhora, e esta festa, hein, está a gostar?
Velhota nº 2: Olhe, meu jovem, assim-assim, sabe? O meu reumático já não me deixa apreciar as coisas como antigamente, oh, antigamente é que eram tempos, eu chegava a ir a todos os bailes aqui dos arredores no mesmo dia e não me queixava, agora é que são elas! Ainda por cima, com esta reforma de miséria, como posso eu gozar a vida? E olhe, aqui entre nós, o senhor Emanuel já não canta como noutros tempos, sabe? Coitado, ele bem tenta, mas já não consegue. Giros giros eram os tempos do "Pimba, Pimba", agora as cantigas são outras, é pena. Lembro-me de uma vez ter ido a uma festa ali para os lados de Sernancelhe e aquilo é que foi! Idosas de 90 anos invadiam o palco só para dar um beijinho no Emanuel! Uns 3 ou 4 senhores em cadeiras de rodas abriram uma roda no meio do público e vá de se divertirem a atirar as cadeiras para cima uns dos outros. Veja lá, até tiveram de chamar a GNR para interromper o concerto! E agora, pronto, é só isto... tenho pena...

É por estas e por outras que eu tenho medo dos programas da manhã...

Segunda singela coisinha:

Encontrei uma pena no cabelo da minha cara-metade. Ou muito me engano, ou ela anda a trair-me com um pato! Se o apanho, meto-o no forno com rodelas de laranja, ai pois meto!

3 comentários:

Rita disse...

Um pato??? E se for um águia???
Olha que levar com o Emanuel a cantar logo de manhã até dá vontade de levantar de madrugada para vir trabalhar...
Jokas

Peter of Pan disse...

Bem, a minha gaja é lampiona, logo isso da águia também é possível...

Daniela Major disse...

Bom...estes programas matinais matam-me. Como é que alguém com uma simples pergunta consegue dizer que tem reumatico e que está casada há 38 anos?
É uma qualidade atenção! Anos de treino provavelmente.